30
out
2013
12

PROVIRON – PERFIL (DUDU)

Proviron é um esteroide androgênico derivado do DHT, com propriedades antiestrogênicas, classe 1 (se liga fortemente ao receptor androgênico, AR), e com boa afinidade ao SHBG.

Proviron ou Mesterolona é um esteroide anabolizante desprovido de propriedades anabólicas, mesmo com uma classificação anabolismo/androgenicidade: 100-150/30-40. Apesar do fraco ou inexistente poder anabólico Proviron é muito popular entre bodybuilders por suas propriedades antiestrogênicas, e também conhecido por melhorar a libido, possivelmente por sua capacidade de se ligar muito bem ao SHBG, aumentando testosterona livre.

Proviron não é só o esteroide mais fraco em poder anabólico, ele também é entre os esteroides o mais suave em colaterais, sendo difícil ou mesmo raro relatos de problemas com essa droga. Mesterolona não se converte em DHT e estrogênio, e pode ser considerado um inibidor fraco da aromatase: ”O mecanismo pelo qual ele tem alguma eficácia a este respeito é de se ligar fracamente ao receptor de estrogênio sem o ativar, e a enzima aromatase. No primeiro caso, isto parcialmente reduz o número de sítios receptores de estrogênio momentaneamente disponíveis para ligação, reduzindo assim a atividade estrogênica. No segundo caso, algumas frações de moléculas de aromatase em qualquer dado momento não estão disponíveis para se ligarem e converter a testosterona, seus locais de ligação a ser ocupada com mesterolona“ (Bill Roberts). Alguns autores (Anthony Roberts) comparam Proviron ao Masteron, chamando-o de “Masteron oral”, mas na verdade Masteron é uma droga muito superior em poder anabólico, tendo mesterolona não apresentando nenhuma atividade significativa nesse sentido.

Apesar de ser uma droga oral, proviron não é um 17 alfa-alquelado, e sim um 1-metilado, por isso tem baixa hepatoxicidade. As doses terapêuticas de proviron variam de 50 a 75mg por dia, mas mesmo em doses elevadas (100-150mg por dia) ele não provoca supressão do eixo HPT. Mesmo não sendo capaz de elevar níveis de LH e FSH, proviron é muito usado por alguns atletas e usuários na TPC, por sua possível capacidade de melhorar a libido (aumentando testosterona livre, devido a sua ligação ao SHBG) sem suprimir o eixo HPT. Suas propriedades antiestrogênicas e de forte ligação ao SHBG faz com que proviron aumente a potência do ciclo e também melhore a qualidade estética dos ganhos. Proviron tem uma meia-vida de 12 a 13 horas, por isso se for tomar mais de 1 comprimido divida as doses durante o dia, a cada 8 ou 12 horas.

Atletas mulheres gostam de usar essa droga em dieta contest combinando com alguma droga mais anabólica para ter um aspecto mais seco e denso no shape. As doses para mulheres são da ordem de 25 a 50mg por dia, e os riscos de virilização são baixos ou mesmo inexistentes.

Por seu limitado poder anabólico e de queima de gordura a eficácia de Proviron é bem questionável. Mesmo para uso terapêutico, usado para tratar infertilidade (oligospermia) e sintomas de deficiência androgênica, os estudos são bem controversos, sendo que muitos autores, como Michael Scally, consideram que proviron não tem utilidade nenhuma nesse sentido.

abraços, DUDU HALUCH

http://www.medicinanet.com.br/bula/4343/proviron.htm

http://www.musculacaototal.com.br/forum/viewtopic.php?f=24&t=4182&start=0

http://www.duduhaluch.com.br/drogas-anti-estrogenicas-ias-serms-esteroides/

http://thinksteroids.com/steroid-profiles/proviron/

http://www.steroid.com/Proviron.php#

http://www.mesomorphosis.com/articles/llewellyn/anabolic-steroids-04.htm

http://forums.steroid.com/pct-post-cycle-therapy/462654-bottom-line-proviron-no-use-anything.html

M qPsychopharmacological profile of mesterolone.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7198778

The effects of mesterolone on sperm count in idiopathic oligospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2887529

The effects of mesterolone, a male sex hormone in depressed patients (a double blind controlled study).

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/6431212

Double-blind cross over treatment with mesterolone and placebo of subfertile oligozoospermic men value of testicular biopsy.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/6364886

Adverse effect of the anabolic-androgenic steroid mesterolone on cardiac remodelling and lipoprotein profile is attenuated by aerobicz exercise training.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18808528

Mesterolone and idiopathic male infertility: a double-blind study. World Health Organization Task Force on the Diagnosis and Treatment of Infertility.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2680994

The hormone response to a synthetic androgen (mesterolone) in oligospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/872444

The effect of mesterolone on sperm count, on serum follicle stimulating hormone, luteinizing hormone, plasma testosterone and outcome in idiopathic oligospermic men.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2892728

Comparison of the effectiveness of placebo, clomiphene citrate, mesterolone, pentoxifylline, and testosterone rebound therapy for the treatment of idiopathic oligospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/6411497

Combined mesterolon-clomiphene citrate therapy for treatment of oligospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/913461

Placebo-controlled trial of high-dose Mesterolone treatment of idiopathic male infertility.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1900485

Mesterolone treatment of patients with pathospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/689818

The hormone response to a synthetic androgen (mesterolone) in oligospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/872444

Androgens versus placebo or no treatment for idiopathic oligo/asthenospermia.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10796496

Plasma cholesterol, triglycerides, FSH and testosterone levels of normolipemic male patients with decreased fertility treated with mesterolone.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/420413

 

 

 

 

Leia mais

4 Comentários

    1. Raphael S

      Flávo, acredito essa droga não se destina a hipertrofia, mas sim a restauração do equilibrio hormonal, que se faz necessária após o uso prolongado das drogas verdadeiramente anabólicas.

Deixar um Comentário