4
jul
2016
4

LEVOTIROXINA (T4) – PERFIL (DUDU)

Levotiroxina sodica é a forma sintética do hormônio tiroxina (T4), produzida pela primeira vez nos anos 50 com o nome comercial de Synthroid. Levotiroxina tem uma meia vida de 7 dias e é o medicamento padrão para o tratamento do hipotireoidismo.

Apesar da tri-iodotironina (T3) ser o hormônio biologicamente ativo, com afinidade aos receptores muito maior que a tiroxina (T4), quase 90% do T3 é proveniente da conversão do T4 nos tecidos periféricos. Portanto, a suplementação de T4 é suficiente para tratar o hipotireoidismo. Pode-se dizer que os efeitos da levotiroxina são os mesmos que os da liotironina, mas com uma absorção mais lenta e uma meia vida longa. Também é preciso lembrar que a equivalência entre T3 e T4 é cerca de 1:4 (T3:T4), ou seja, 25 mcg de T3 equivalem a aproximadamente 100 mcg de T4. Por isso, fisiculturistas costumam ciclar T4 em forma de pirâmide, começando com 50 mcg/dia e indo até 250-400mcg/dia.

Assim como T3, a levotiroxina também suprime os níveis de TSH, mas as concentrações tendem a voltar ao normal algumas semanas após interrupção do uso. O uso de T4 é mais comum e seguro que o da liotironina, pois é um medicamento que pode ser encontrado em qualquer farmácia com um custo relativamente baixo. Por ser um poderoso termogênico e aumentar o metabolismo, a levotiroxina pode levar a uma grande perda de peso e gordura, mas após interromper o uso um crash hormonal é inevitável e os resultados obtidos com o uso tendem a ser perdidos. Por esse motivo é preferível seu uso nas semanas finais de um pré contest e uso dessa droga para emagrecer parece promover apenas resultados temporários, aumentando o risco de ganhar mais gordura depois do uso devido a uma queda do metabolismo.

abraços, Dudu Haluch

Deixar um Comentário