Eficiência do método no Bodybuilding

Postado por Dudu Haluch em 29 set 2013
12345 (6 voto's, média: 5,00 de 5)
Loading...Loading...

É muito comum no meio do bodybuilding, entre atletas e treinadores, e também nos fóruns entre usuários de esteroides, leigos e experientes, você escutar afirmações do tipo  certo e errado, ou então, que determinada droga ou protocolo é necessário. Esses extremismos não servem para nada, não porque exista um método arbitrário de se fazer as coisas, e sim porque existem muitos caminhos para se ating…ir um objetivo, e esses caminhos logicamente seguem uma lógica e são norteados pelo conhecimento que se tem de fisiologia, biomecânica, nutrição, etc. Nosso organismo obedece certas leis da natureza, mas também é uma máquina inteligente que se adapta às mais diversas condições (adaptações que também obedecem às leis da natureza, mas com uma complexidade que muitas vezes foge a nossa compreensão), por isso nada é exato nesse mundo do bodybuilding, o que não significa que seja completamente arbitrário. Eu sempre prefiro usar o termo eficiência, ao invés de certo, errado ou necessário (embora esses termos possam ser válidos muitas vezes para se evitar extrapolações). Os bodybuilders do passado fizeram muitas coisas que hoje em não são usuais, justamente porque se encontraram alternativas que se acreditam ser mais eficientes hoje em dia. Treinos volumosos e rotinas de corpo todo (full body, HIT), dietas restritas com alta proteína e sem carboidratos, dietas OFF Season com alto carboidrato e sem gordura, ciclos sem testosterona, deca e dianabol em contest, etc. Muitos foram campeões com protocolos malucos e ineficientes, que muitos hoje acham completamente errado. A verdade é que mesmo protocolos ruins funcionam, e a genética e dedicação do atleta muitas vezes compensam a falta de conhecimento ou a ineficiência dos métodos utilizados por ele. A questão no bodybuilding não é se é certo ou é errado, a questão é a eficiência do método.
abraços, Dudu Haluch


Postado em: Artigos, Variados