7
abr
2015
1

Drogas para emagrecimento não podem oferecer um resultado sólido!

Não entendo como as pessoas insistem em achar que vão construir algum resultado sólido com drogas.

Tem se tornado cada vez mais comum o uso de sibutramina e hormônios da tireoide (o mesmo vale para outras drogas termogênicas e inibidoras do apetite), porque realmente são drogas muito efetivas para provocar emagrecimento. Basta conhecer um pouco o mecanismo de ação dessas drogas para entender que nada sólido pode ser mantido com o uso desses medicamentos, porque as alterações potencialmente agressivas delas no metabolismo (t3 e t4) e no sistema nervoso central (sibutramina), acabam por forçar o organismo a trabalhar de uma forma totalmente anti-natural, tirando ele do seu estado de equilíbrio (homeostase) de forma agressiva e nada adaptativa, diferente do treinamento, que gera adaptações metabólicas e hormonais de forma lenta e gradativa gerando adaptação no longo prazo (embora parar de treinar obviamente também fará seu físico regredir).

O que acontece é que os resultados provocados pelo uso dessas drogas é muito expressivo durante o uso e acaba impressionando as pessoas, que sempre ignoram o contexto mais amplo. Alguém diz: “emagreci tomando isso”, “perdi 10kg tomando aquilo”, no entanto, esquecem de observar que a pessoa que tomou continua quase sempre igual, o rebote sempre vem após o uso de drogas que forçam muito o metabolismo e suprimem o apetite, porque a regulação do peso corporal e do apetite depende de hormônios (leptina) e neurotransmissores que só respondem no longo prazo a alterações do peso corporal e ingestão calórica. É preciso deixar claro que atletas de fisiculturismo e modelos fitness não constroem físicos de um dia para o outro, e muito menos apenas com o uso de drogas de forma temporária. Sem ignorar a importância do fator genético, que faz com que algumas pessoas já sejam privilegiadas por terem maior facilidade de ganhar massa muscular e perder gordura. Fica muito claro para quem vive o fisiculturismo que os atletas também sofrem rebote com o uso dessas drogas, com a diferença que o percentual de gordura deles em períodos OFF season já é baixo (set point), e muitos vivem em contínuo abuso de outros hormônios (esteroides, GH) e são muito mais DEDICADOS que pessoas comuns, portanto é muito diferente você usar esse tipo de substância para perder gordura, quando você já está com percentual de gordura baixo, isso é otimização, e é temporário, mas um rebote de 4-5% de BF para 7-8% não vai impressionar ninguém, porque o físico continua seco, e as pessoas acabam achando que houve um resultado sólido, lol.

Agora imagine o desastre quando pessoas que não conseguem ter uma rotina de treinamento e dieta, possuem uma genética ruim/mediana, não são dedicadas, e sim preguiçosas e totalmente indispostas a se dedicar para mudar seu físico, fazem uso recreativo dessas substâncias. Parem de se iludir achando que drogas constroem um físico sólido, não precisa ser muito inteligente para entender que você está usando essas merdas como muleta. Nada sólido pode ser conquistado assim.

Não seja estúpido de perguntar se existe uma droga mágica que faça o mesmo e não provoque esse tipo de rebote, “não existe almoço grátis em farmacologia”.

dudu haluch

Leia mais

Deixar um Comentário