26
jul
2018
3

Dietas com pouca gordura são um problema?

DIETAS COM POUCA GORDURA são comuns entre a maior parte dos fisiculturistas, principalmente entre os atletas dos anos 80 e 90. Embora muitos fisiculturistas comam com mais liberdade no OFF season é comum ver boa parte das dietas de fisiculturistas seguindo um padrão low fat , high protein e com restrição gradativa de carboidratos na fase de pré contest.

Tudo indica que os fisiculturistas passaram a reduzir mais as gorduras da dieta nos anos 70 e 80 quando a hipótese lipídica ganhou força, alardeando sobre o perigo das gorduras saturadas. As autoridades de saúde passaram a recomendar cautela com o consumo de gorduras, principalmente as saturadas e os alimentos ricos em colesterol (ovos).

Se hoje fisiculturistas seguem um padrão dietético de baixa gordura é porque a cultura e a tradição de restringir gordura ainda permanece forte. Dietas que tem como base claras de ovo, tilápia, peito de frango e carne vermelha magra continuam sendo o padrão entre fisiculturistas profissionais e amadores, mesmo que hoje alguns já não sejam tão radicais e sigam uma dieta mais flexível em alimentos, mas ainda com um consumo de gorduras que fica em 10-15%.

Será que restringir gorduras é um problema?

As gorduras além de servirem como fonte energética, podem contribuir para o aumento do colesterol, precursor de hormônios esteroides, como TESTOSTERONA, estrogênio e cortisol. Reduzir gorduras pode levar a redução da testosterona, mas estudos indicam que a redução de calorias contribui mais para essa queda. De qualquer forma isso não significa que reduzir gorduras e testosterona vai aumentar o catabolismo muscular. O maior consumo de proteínas e carboidratos parece ser mais importante na manutenção da massa muscular em dieta hipocalórica. Mais importante ainda é o fato que os esteroides anabolizantes são utilizados pela grande maioria dos fisiculturistas e esses hormônios são muito mais importantes para evitar o catabolismo muscular.

Existem gorduras que são essenciais na alimentação, como os ácidos graxos ômega 6 e ômega 3, mas são facilmente obtidos mesmo consumindo pouca gordura na dieta (ômega 6) ou tomando suplementos (ômega 3). Maior parte do colesterol tem síntese endógena.

Dudu Haluch

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.