24
dez
2018
4

CARBOIDRATOS E HIPERTROFIA MUSCULAR (DUDU)

Nosso músculo é formado por 75% de ÁGUA E apenas 20% de proteínas, o restante sendo um pequeno percentual de gordura e glicogênio. Para ganhar 1 kg de massa muscular é necessário sintetizar aproximadamente 200g de proteínas musculares. Um raciocínio simplista seria pensar que basta comer muita proteína que ganharíamos massa muscular, acumulando proteínas. No entanto, qualquer um pode perceber que isso não vai funcionar na prática.

Não basta comer 4-5g/kg de proteína porque para ter hipertrofia muscular é necessário ter SINALIZAÇÃO para aumento da SÍNTESE PROTEICA. Comer proteína é uma forma de estimular essa sinalização, mas isso ainda é muito limitante para promover grandes ganhos de massa muscular. Treinamento resistido é fundamental para isso, pois com o treino a síntese proteica muscular é estimulada através de diversas vias (como Akt/mTOR). Porém, existe uma sinergia entre treinamento, nutrição e hormônios. Nesse sentido, não é tão simples ganhar massa muscular se houver conflito entre as sinalizações dessas diferentes variáveis.

Um exemplo simples é tentar ganhar massa muscular com dieta hipocalórica e low carb. Nessa situação os estoques de glicogênio muscular e hepático esgotam rapidamente e alguns tecidos precisam de fornecimento constante de glicose (cérebro e hemácias). Com pouco carboidrato na dieta seu corpo precisa sintetizar glicose a partir de aminoácidos (gliconeogênese). Se você não oferta proteína suficiente, seu corpo aumenta a degradação proteica muscular. Agora imagine tentar ganhar massa muscular comendo pouco carboidrato.

Além da musculação exigir mais carboidratos devido a MAIOR intensidade e recrutamento de fibras do tipo II, oferecer um baixo aporte de carboidratos limita a síntese proteica por estimular mais degradação proteica. Comer gordura não tem a mesma eficácia que o carboidrato para reduzir a degradação proteica e estimular a síntese. Os fisiculturistas sabem disso desde sempre. É importante ter gordura na dieta, mas quando se trata de hipertrofia muscular, a sinergia entre carboidratos e proteínas é muito mais importante. Dorian não seria o que foi comendo pouco carboidrato, não só porque não teria como treinar em alta intensidade, mas porque não otimizaria o anabolismo proteico muscular.

abraços, Dudu Haluch

Leia mais

Deixar um Comentário